terça-feira, 24 de janeiro de 2017

PMJP oferece várias opções para cuidar da saúde de forma alternativa e eficaz



Biodança Equilíbrio do Ser
(Foto: Juliana Santos).
“Eu não sabia rir, falava muito pouco e estava fechada para o mundo. Tudo isso devido a um grande trauma do passado que me levou a buscar tratamento psiquiátrico. Mas a aulas de biodança junto com o uso dos florais transformaram minha vida pra melhor. Eu me descobri”. É assim que a cabeleireira Sandra de Fátima Oliveira Nascimento fala da superação após se tornar adepta da Medicina Integrativa ofertada gratuitamente no ‘Equilíbrio do Ser’, que faz parte do Centro de Práticas Integrativas e Complementares (Cpics) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP).

Nesta segunda-feira (23) é celebrado o Dia Internacional da Medicina Integrativa e além do ‘Equilíbrio do Ser’, que é referência na área, a prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), disponibiliza mais dois espaços que oferecem gratuitamente a prática: o Cpics ‘Cinco Elementos’, localizado no Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica), e o Cpics ‘Canto da Harmonia’, no Valentina Figueiredo.

A Medicina Integrativa é uma modalidade que visa promover uma boa saúde embasada numa boa comunicação, na cultura, na crença, nos saberes e na autonomia do cuidado. Os modelos de atenção à saúde abordam, de um lado, a biomedicina ou medicina tradicional e, do outro lado, as práticas integrativas ou complementares que ofertam um cuidado integral.

Segundo a diretora geral do ‘Equilíbrio do Ser’, Mônica Rocha, a especialidade representa o cuidado que é marcado pela atenção à saúde do indivíduo de forma holística, ou seja, como um todo. “As práticas integrativas são incorporadas à subjetividade dos indivíduos, cultura e às relações sociais. Esses cuidados desenham um quadro bem amplo de métodos diagnóstico-terapêuticos, filosofias orientais, práticas religiosas, em estratégias sensíveis de vivência corporal e de autoconhecimento. Além disso, a prática utiliza recursos como terapias nutricionais, disciplinas corporais, diversas modalidades de massoterapia, práticas xamânicas e estilos de vida associados ao naturalismo e à ecologia”, explicou.

Na rede pública de João Pessoa, são oferecidos aos usuários atendimentos individuais e práticas coletivas como biodança, terapia comunitária, Yoga, meditação, homeopatia, acupuntura, aurículoterapia, Tai Chi Chuan, massoterapia, fitoterapia e o uso de plantas medicinais, reflexologia podal, fitoterapia, terapia floral, reiki, entre outras terapias.

Benefícios – De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), saúde é um estado completo de bem estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças. Dessa forma, as práticas integrativas visam harmonizar e equilibrar entre si todas as dimensões do ser humano, atuando não só no corpo físico, mas também nas energias mais sutis que formam seu corpo. Assim, a cura é buscada por meio de vários estímulos, não apenas com objetivo de eliminar os sintomas, mas em um movimento para restabelecer o relacionamento da pessoa com o todo, investigando e trabalhando a causa da doença.

Como utilizar o serviço – Para se cadastrar nos serviços, solicita-se o RG, CPF, comprovante de residência e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). O cidadão passa por uma escuta individual, realizada por um terapeuta, que vai indicar uma terapia a ser feita. O usuário pode vir de demanda espontânea ou encaminhado pela USF do seu bairro.

Confira os endereços e telefones dos serviços disponibilizados pela Prefeitura de João Pessoa:


CPICS – Canto da Harmonia

Endereço: Rua Ulisses Alves Pequeno, s/n°. Valentina Figueiredo. Telefone: 3218.9841


CPICS – Equilíbrio do Ser

Endereço: Av. Sérgio Guerra, s/n°. Bancários. Telefone: 3214.2921


Academia da Saúde do Geisel

Endereço: Rua Miguel da Rocha Luna, s/n, Geisel. Telefone: 3264-1430



Por Hellen Nascimento

Fonte: PMJP

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons